Páginas

14.6.16

Resenha : Pela lente do amor–Megan Maxwell

Sem título

SINOPSE:

Ana Elizabeth troca o luxo e a riqueza da sua aristocrática família londrina pelas calles madrilenas, em busca do seu sonho: ser fotógrafa. Dona do seu nariz, ela monta com a amiga Nekane um estúdio fotográfico na capital espanhola e segue seu caminho de sucesso. No dia em que o prédio onde trabalham enfrenta um incêndio, Ana conhece Rodrigo, um dos bombeiros que atendem ao chamado da ocorrência. A troca de olhares aquece não só o corpo da fotógrafa, mas também seu coração e ela se entrega à inusitada amizade com benefícios que nasce entre eles. Apesar de cúmplices, um balde de água fria vai comprometer a liga dessa relação, quando Rodrigo um mulherengo de carteirinha descobrir que sua querida Ana está grávida de um turista suíço que passou por sua vida sem passagem de volta e de quem ela só sabe o nome. E o que dirá sua pomposa família quando souber que ela está grávida de um desconhecido e é amante de um bombeiro pobretão? Só a leitura do livro revelará!

 

A Sinopse já diz praticamente tudo o que vamos encontrar nesse livro. Já havia lido alguns dessa autora, e pensei que esse iria seguir o mesmo padrão dos anteriores, mas a verdade é que isso não aconteceu. O enredo é desenvolvido de uma forma bem legal, e me surpreendeu em alguns momentos. Mas, mesmo assim, é o típico romance com final previsível.

Algumas passagens do livro realmente não me agradaram, não gostei que a protagonista é histérica, as vezes me dava vergonha de pertencer ao mesmo gênero, ela fica todo tempo presa em sua própria teia de mentiras.

Eu realmente espero que a autora receba uma boa comissão da empresa Kleenex por toda a publicidade que fez sobre o produto, em um parágrafo era Kleenex para assoar o nariz , outro para secar as lágrimas ou a maquiagem borrada depois de chorar, e muitos outros momentos kkk.Porém não culpo Ana por ser uma chorona pois o seu amado bombeiro em muitos momentos me tirou do sério, ele é completamente cego e não vê que Ana esta completamente apaixonada por ele mesmo ela dando bandeira a todo tempo.

"Na vida tropeçar é permitido, e levantar é obrigatório."

Quando eu comecei a leitura, devo admitir que não me convenceu muito e assumo que li esse livro mais pela capa (que eu acho maravilhosa) e eu precisava ler algo leve e rápido, e no fim foi uma leitura que fluiu bem, apesar dos clichês.

Megan Maxwell cria personagens com quem você vai rir, e adorar passar um tempo junto. Gostei que a narração é em 3ª pessoa através dela descobrimos os pensamentos de praticamente todos os personagens.

Este romance não é e nunca será “o livro da minha vida”, mas no geral foi uma leitura muito divertida pois não costumo terminar uma leitura de 400 páginas em um dia.

NOTA: 3/5

 

Beijos !!