Páginas

29.11.16

Resenha :Proibido – Tabitha Suzuma

  • Título: Probido
  • Autora: Tabitha Suzuma
  • Ano de lançamento:2014
  • Páginas:304
  • Editora: Valentina
  • Onde Comprar: Amazon [
  • Skoob
  • Classificação:

 

Sinopse: Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?

Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.Eles são irmão e irmã.Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

 

Estou tentando fazer essa resenha já faz uma semana e ainda não estou certa do que vou escrever, pois nada que eu fale vai conseguir expressar o que eu senti lendo esse livro destruidor de corações!

 

Eu li Proibido consciente de que seria abordado um assunto tabu, cheio de preconceitos. Eu pensei que ficaria enojada pela história, mas ao invés disso fui apanhada de surpresa pela força da narrativa da Tabitha, fiquei impressionada com a profundidade de suas caracterizações e a forma como ela humanizou um assunto tão sensacionalista. 

 

Maya e Lochan, vivem com o peso do mundo em seus ombros, após seus pais se divorciarem, sua mãe caiu no alcoolismo e negligenciou totalmente os filhos, ficando para os dois a responsabilidade de cuidar dos três irmãos mais novos.

 

Eles fazem a comida, levam para a escola, dão banho e cuidam dos irmãos, além de cumprir com todas as suas obrigações de estudantes do ensino médio. A pressão sobre eles é enorme e ambos têm apenas um ao outro para se apoiar. Em meio a isso tudo, eles percebem que não são apenas irmão e irmã e sim almas gêmeas. 

 

A evolução do relacionamento deles é gradual, começa como uma faísca, mas logo incendeia. Em nenhuma vez em toda a história eu parei para questionar se era certo eles ficarem juntos ou se era plausível não ficarem. Ao invés de pensar o pior, eu fiquei torcendo por eles e desejando que pudessem encontrar alguma forma de ficarem juntos.

"No fim do dia, é tudo sobre o quanto você aguenta, o quanto você pode suportar. Se juntos vamos prejudicar alguém, separados vamos matar nós mesmos."

 

Como ficar longe da pessoa que faz a sua metade vazia se sentir inteira de novo? É impossível.

Este foi um dos livros mais difíceis que eu já li e o mais inesquecível. Proibido abalou os alicerces da minha moral e minha percepção de certo e errado. É difícil olhar para o amor entre eles como errado, mesmo que seja assim que a sociedade o classifica.

 

A caracterização foi excelente ,com profundidade emocional e muita substância. Eu senti tanto a dor deles enquanto lutavam contra os sentimentos de um pelo outro, como eles tentaram ir contra a atração e a necessidade de ficarem juntos.

 

" Você pode fechar os olhos para as coisas que não quer ver, mas não pode fechar o coração para as coisas que não quer sentir”

O final acabou comigo, foi muito triste. Eu aplaudo a autora de pé por sua capacidade de lidar com um assunto tão complexo com tanta sensibilidade.

 

Em resumo, este livro teve um impacto profundo em mim .Eu amo livros que desafiam o meu pensamento e desafiam as normas sociais. É uma história que vai ficar comigo para sempre e eu não posso recomendar o suficiente, por favor leiam!