Páginas

23.2.17

Resenha: A Fúria e Aurora–Renée Ahdieh

A_FURIA_E_A_AURORA_1463572468585171SK1463572468BSinopse: Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado.
Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga.Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.

  • Editora: Globo Alt
  • ISBN-13: 9788525060358
    ISBN-10: 8525060356
    Ano: 2016 / Páginas: 336
  • Classificação: 5/5 image_thumb[3]

 

Cada amanhecer traz um horror para uma família diferente em uma terra governada por um assassino. Khalid, o califa de dezoito anos de Khorasan, se casa a cada noite com uma noiva diferente e logo ao amanhecer ela é executada.

Sherazade, no auge dos seus dezesseis anos, levantou uma grande suspeita quando se ofereceu para se casar com Khalid. Mas, fez isso com um plano muito inteligente, que era tentar permanecer viva para vingar o assassinato de sua melhor amiga.

"- Quando eu era uma garotinha em Tebas, lembro-me de ter perguntado para minha mãe o que era o céu. E ela respondeu: 'Um coração onde o amor duela'. É claro que então perguntei o que era o inferno. Ela me olhou bem nos olhos e disse: 'Um amor sem coração'." (p. 185)

A inteligência e vontade de Shazi, de fato, levam-na até o amanhecer que nenhuma outra viu, mas com um, porém...ela está se apaixonando pelo garoto que arruinou a vida de inúmeras famílias.

Com o tempo ela descobre que Khalid, o rei assassino não é tudo o que parece e está determinada em descobrir a razão dos assassinatos e quebrar esse ciclo de uma vez por todas...

16789480_173585953138371_3070397301580103680_n

Agora vejamos: por que eu amei este livro?

Os personagens:

  • Sherazade, é uma heroína forte, com um grande senso de dever, é muito inteligente, teimosa e resistente. Eu admirei sua coragem, sua falta de medo e seu objetivo de cumprir seus sonhos.
  • Khalid, é misterioso e indescritível, sempre pensativo e cuidando de sua fachada fria e gelada, me fez se apaixonar por suas palavras e pela nobreza de seus sentimentos mais profundos,no começo tinha muita raiva dele mas aprendi a amá-lo no desenrolar da história.
  • Os personagens secundários são ótimos, Jalal e Despina são meus favoritos pois são um alívio cômico, em um clima de tensão.

O cenário:

  • Eu sempre fui fã de ambientes árabes e exóticos e por esse motivo amei as descrições das paisagens, as dunas, a comida, as roupas e as cores. A autora foi capaz de criar um mundo de palavras que você pode facilmente imaginar na sua frente, se acrescentarmos um maravilhoso glossário cheio de novas palavras e os sentimentos poéticos, chegamos a um nível ainda mais elevado, surpreendente Renée!

A escrita:

  • Os detalhes e a narração em terceira pessoa, tornaram a leitura agradável, leve e fluida. Renée, criou um mundo mágico e colocou tudo que eu amo em uma história: Intriga, segredos, uma pitada de romance e um pouco de magia, essa é a combinação perfeita para um livro inesquecível.

Este é um dos melhores livros que eu li esse ano e  também um dos melhores livros que já li. Eu não vou dizer mais nada pois não consigo encontrar as palavras para descrevê-lo com justiça. Talvez, deslumbrante? Isso chega perto... Não posso esperar para ler o próximo livro!

Beijos !