Páginas

2.5.17

# Resenha: Suzy e as águas-vivas - Ali Benjamin

 

Sinopse: Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas.
Jéssica SpuzzilloSuzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado.
Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava.
Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.

 

  • Ano: 2016 / Páginas: 223 / Editora: Verus / Skoob / Classificação : 5/5

 

O mundo de Suzy é abalado quando pouco antes do início da sétima série, ela descobre que sua ex-melhor amiga Franny morreu de forma trágica. Foco no "Ex" que é uma das palavras chaves dessa história.

 

Suzy sempre foi um pouco estranha, com maneiras diferentes e muito conhecimento em fatos científicos para a sua pouca idade. Mas tudo bem, ela sempre teve a aceitação e o amor de Franny.Elas tinham o tipo de amizade divertida e sem complicações. Mas, a escola secundária acontece, e por alguns motivos elas acabam se separando.

 

Quando Suzy descobre a morte da ex-melhor amiga, acaba se fechando completamente e fica incomunicável com todos ao seu redor. Ela não consegue parar de pensar em como Franny, melhor nadadora que conhecia se afogou? Só uma solução fazia sentido: Ela morreu por ter sido picada por uma água-viva mortal.

 

Uma vez que essa ideia é fixada na sua cabeça, ela não consegue esquecer isso. Então se dedica 100 % para tornar verdadeira a sua teoria e quanto mais isso acontece, mas longe das pessoas fica.

 

"Imagine isso. Imagine se pudéssemos dizer: Opa, isto está muito difícil! E então encolhêssemos de tamanho e voltássemos a ser crianças, como antigamente. E pudéssemos ficar lá, em segurança, para sempre? ”

 

O livro aborda bastante o tema águas-vivas e fatos científicos sobre elas, mas conseguimos perceber que os hábitos biológicos desses seres são de fato uma metáfora perfeita para a tristeza sobre a perda da primeira amizade, os estágios da dor e as dificuldades do ensino médio. Como encontrar respostas e compreensão de uma cosia que nunca poderá ser entendida?

 

Suzy, incorpora algumas qualidades que eu admiro nas pessoas. Tenacidade, curiosidade orientada para a investigação e a capacidade de acreditar que nem tudo é tão simples como pode parecer. Sua história inteira é escrita como um papel de pesquisa, começando com uma hipótese e terminando com resultados e uma conclusão. Eu realmente amei a escrita da autora, além da história maravilhosa e emocionante, ela acaba nos ensinando ótimas ferramentas para concluir uma boa pesquisa e isso é incrível!

 

"O truque para qualquer coisa é acreditar que ela é possível. Quando você acredita em sua própria habilidade para fazer algo, mesmo que seja algo assustador, isso lhe dá um poder quase mágico. A autoconfiança é mágica."

 

Amei ! Não posso recomendar o suficiente!