31 de julho de 2017

#Resenha: Confesse–Colleen Hoover

confesse-resenha-colleen-hoover-galera-record

  • Título: Confesse
  • Autora: Colleen Hoover
  • Ano de lançamento:2017
  • Número de Páginas: 320
  • Editora: Galera Record
  • Classificação:

Modelo3-Favorito

Sinopse:

Um romance sobre arriscar tudo pelo amor — e sobre encontrar seu coração entre a verdade e a mentira. Da autora das séries Slammed e Hopeless.
Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

 

CoHo, tem um talento único, sempre traz algo novo e criativo, como a trilha sonora de “Talvez Um Dia” e a poesia de “Métrica”. Em Confesse, ela incorpora a vida de um pintor e a sua arte, achei incrível as imagens coloridas das obras no livro, essa arte foi criada pelo artista Danny O’Connor e são maravilhosas, amei!

O começo conta com um prólogo muito triste, quando Auburn perde o seu primeiro namorado aos 15 anos. Alguns anos depois, ela se muda para Dallas. A razão pela qual se mudou no início é desconhecida e esse é um dos mistérios que será relevado aos poucos durante a história.

Precisando de um dinheiro extra, acaba batendo na porta de uma galeria de artes e acaba conhecendo, Owen, que está à procura de alguém para ajudá-lo. Depois de uma conversa peculiar, ela acaba aceitando o trabalho que consiste em vender quadros e recepcionar os convidados.

O que ela não esperava era sentir algo por esse estranho. Já ele, não esperava encontrar com ela em sua porta, seria o destino?

Ambos são solteiros, a atração é mútua, mas as coisas não são fáceis. Auburn não era apenas uma garota à procura de dinheiro extra, ela tinha um motivo sério para utilizar esse dinheiro. Owen não era apenas um artista à procura de uma funcionária, ele guardava segredos profundos e sombrios. Será que um dia, esses segredos serão confessados?

 

confesse-colleenhoover-colleen-hoover-galera-record

Auburn é uma verdadeira lutadora! Eu senti uma forte conexão com ela. O mesmo para Owen Gentry, OMG, lindo, carinhoso e engraçado. Ambos, possuem um passado trágico e o que mais me surpreendeu foi a maturidade desses personagens para lidar com esses problemas, é inspirador!

Existem elementos únicos nessa história e é impossível não se apaixonar por ela: os personagens, o enredo, a arte, as cenas quentes e mais uma vez a escrita envolvente e única, dessa autora que eu amo tanto!

Adorei o fato de não saber muito sobre o enredo quando comecei a ler pois encontrei uma surpresa em cada página. Por isso não quero falar sobre o tema central que são as confissões, mas saber que elas foram escritas por leitores reais, mexeu muito comigo, você só vai entender esse ponto, se ler! Recomendo muitíssimo!

26 de julho de 2017

#Resenha: Nossa Música–Dani Atkins

nossa-música-dani-atkins-resenha

 

  • Título: Nossa Música 
  • Autora: Dani Atkins
  • Ano de lançamento:2017
  • Número de Páginas: 368
  • Editora: Arqueiro
  • Classificação:

Modelo3-Favorito

  • Livro cedido pela editora*

Sinopse:

Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte.
Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

 

Quatro pessoas e uma noite para rever o passado, decidir sobre o presente e o futuro. .
Dois maridos são levados para o hospital, no mesmo dia, sob circunstâncias que ameaçam as suas vidas.

Suas esposas se encontram na sala de espera, aguardando as notícias dos médicos.

Isso acontece todos os dias em algum lugar no mundo, correto? Exceto que essa não é a primeira vez que elas se conheceram. Oito anos antes, Ally e Charlotte tiveram uma história complicada, Ally era namorada de David, que morava na mesma república que a Charlotte.

Os dois romperam o relacionamento e um ano depois Charlotte começou a namorar David, se a amizade entre as duas não era das melhores, depois do que aconteceu, se tornou impossível.

David é um dos maridos internados no hospital, Joe, marido de Ally é o outro. Enquanto Charlotte e Ally aguardam noticiais dos médicos, são forçadas a passar a noite juntas e acabam revivendo o passado e finalmente se abrem uma para a outra sobre o que realmente aconteceu entre eles.

"Pareceu haver um motivo para que estivéssemos todos ali, naquela noite, naquele lugar. Pessoas precisavam ser curadas, e não por médicos e enfermeiros, mas por nós. E a cura estava acontecendo naquele instante."

Com a vida de seus maridos em risco, as emoções correm soltas enquanto elas compartilham suas histórias do passado com o leitor. E graças a todos os flashbacks, aprendemos tudo sobre os personagens. Houve momentos em que odiava alguns deles, momentos em que não aprovava suas ações, momentos em que eu os perdoava...

 

Nossa-Música-Dani-Atkins

Confesso que chorei e muito nos últimos capítulos, mas toda jornada até o fim foi incrível, eu ri, fiquei com raiva e terrivelmente triste, tudo ao mesmo tempo, mas, adoro essa montanha-russa de emoções! Amei demais esse livro e mal posso esperar para ler outras histórias da autora!

Nossa música vai fazer você refletir sobre a sua própria vida, vai ensinar que não podemos nos prender no que aconteceu no passado ou tentar prever o futuro pois o importante é apreciar o presente da melhor maneira possível, sempre!

25 de julho de 2017

#Resenha: Nada Mais a Perder– Jojo Moyes

Nada-mais-a-perder-jojooyes

 

  • Título: Nada Mais a Perder
  • Autora: Jojo Moyes
  • Ano de lançamento:2016
  • Número de Páginas: 398
  • Editora: Intrínseca
  • Classificação:

Modelo3-4

Sinopse:

Na juventude, Henri Lachapelle foi um cavaleiro de raro talento, entre os poucos admitidos na academia de elite do hipismo francês, o Le Cadre Noir. Contudo, reviravoltas da vida o levaram da França a Londres, onde ele agora vive em um simples conjunto habitacional. Sem nunca abandonar o amor pela antiga carreira, aos trancos e barrancos Henri ensina a neta, Sarah, a montar o cavalo Boo, na esperança de que o talento da dupla seja o passaporte para uma vida melhor e mais digna para todos. Mas um grande golpe muda mais uma vez os planos de Henri Lachapelle, e Sarah se vê entregue à própria sorte, lutando para, além de sobreviver, cuidar de Boo e manter os treinamentos. Natasha é uma advogada especializada em representar crianças e adolescentes envolvidos com crimes ou em situação de risco. Abalada emocionalmente e em dúvidas quanto a seu futuro profissional depois de um caso terrível, Natasha ainda tem de lidar com as feridas do fim de seu casamento. Um fim, diga-se de passagem, bem inusitado, já que ela se vê forçada a morar com o charmoso futuro ex-marido enquanto esperam a venda da casa da família.Quando Sarah cruza o caminho de Natasha, a advogada vê na menina a oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos e decide abrigar a adolescente sob o próprio teto. O que ela não sabe é que Sarah guarda um grande segredo que lhes trará sérias consequências.

 

Bem escrito e envolvente, Jojo traz à vida os desafios das relações modernas e os problemas de uma adolescente que não tem em quem confiar.

“Nada Mais a Perder” nos apresenta Sarah de 14 anos, seu avô Henri e o cavalo Boo, que eles criam em um estabulo não autorizado no coração de Londres.
.
Circunstâncias infelizes deixam Sarah aos cuidados de pais adotivos bem-intencionados, mas sem jeito nenhum para cuidar de adolescentes. Natasha é uma advogada bem-sucedida e em seus casos ajuda adolescentes e crianças, por conta disso quando viu Sarah passar por esse momento difícil não conseguiu deixá-la sozinha, por isso se ofereceu para cuidar dela até que seu avô melhore.

Porém, Natasha e seu marido Mac estão em processo de separação, será que foi uma boa ideia abrigar Sarah?

A menina começa a ter um comportamento estranho, eles recebem muitas reclamações da escola, que segredos será que Sarah esconde?

"Às vezes só eram necessárias algumas palavras de incentivo para reacender uma fagulha da confiança de que o futuro poderia ser maravilhoso, em vez de uma série infindável de obstáculos e decepções."

 

nadamaisaperder-jojomoyes-intrinseca


Esse não é o melhor livro que li da Jojo, foi um pouco lento no começo e algumas atitudes dos personagens me irritaram profundamente. Apesar das aventuras da Sarah com seu cavalo parecer mais com fantasia do que vida real, os sentimentos que ela transmite são tão intensos e reais que é impossível não querer abraça-la em certos momentos, apesar de não concordar com a maioria dos seus atos.

Amei conhecer a fascinante história da equitação e achei lindas as passagens de Henry ensinando a sua neta a fazer truques incríveis com o cavalo, Jojo deve ter pesquisado muito para escrever esse livro e isso é o que mais admiro na sua escrita, ela nunca cansa de nos surpreender! Eu recomendo para todos os fãs da Jojo e de um bom romance contemporâneo que nos faz refletir sobre a vida.

P.S: Não deixe de ler os agradecimentos no final, derramei muitas lágrimas por causa dele!

24 de julho de 2017

Resenha: F*uck Love- Tarryn Fisher

Fucklove-tarrynfisher- faroeditorial 
  • Título: F*ck Love
  • Autora: Tarryn Fisher
  • Ano de lançamento:2017
  • Número de Páginas: 288
  • Editora: Faro Editorial
  • Onde comprar:

Amazon | Saraiva

  • Classificação:

Modelo3-Favorito

  • Livro cedido pela editora*

 

Sinopse:Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.

 

Esse livro foi muito mais do que eu esperava. Tarryn Fisher criou uma história de tirar o fôlego, emocionante e cativante da primeira até a última página.


A história é contada do ponto de vista de Helena. Ela está namorando Neil. Sua melhor amiga Della, namora o Kit. Eles são uma grande família feliz, até que um fato inesperado faz com que Helena descubra que está apaixonada pelo namorado da sua melhor amiga.

Não é tão simples como parece, não posso contar sobre o que realmente aconteceu para esse sentimento vir à tona. Não quero estragar a sua experiência, entrei nesse livro totalmente cega sobre o enredo e fico feliz por ter feito isso.

Helena é inteligente, espirituosa, estranha, mas de uma forma adorável. Ela é leal e sempre tenta fazer o que é certo e isso é o que mais amei sobre ela, apesar de ser apaixonada pelo Kit, ela é correta e tenta se afastar para que esse sentimento não venha à tona.

Kit é tão quente, um escritor incrível, mas tão confuso e indeciso que conseguiu me irritar. Ele é infeliz por estar dividido entre a mulher que ama e a escolha segura e eu só queria chacoalha-lo para mostrar o que realmente importa. Tenho certeza que a Tarryn é de Sonserina, por que me fez sofrer muito com essa história, rsrs

Della, apesar de linda é mimada e egoísta, não é muito simpática e isso me fez odiá-la desde o começo, então não quero falar muito sobre ela.
fuck-love-louco-amor-tarrynfisher
Há tantas coisas que eu amei e apreciei sobre esse livro, as referências de Harry Potter me fizeram sorrir diversas vezes. Adorei o humor infundido em situações graves. Os diálogos são espirituosos, engraçados e divertidos.

Essa não é apenas uma história de amor. É também sobre amizade, escolhas de vida e consequências. A maior lição que tive com esse livro é que as vezes, um sonho, é tudo que precisamos para mudar o curso de nossas vidas e que não podemos escolher por quem se apaixonar.

F*uck Love, me ensinou muitas coisas e por isso vou levar essa história comigo para sempre! Recomendo muito esse livro, além de ser incrível, ele enfeita a minha estante com essa capa linda e edição impecável feita pela Faro Editorial! Amei ❤

18 de julho de 2017

Resenha: A Casa do Lago–Kate Morton

  • Título: A Casa do LagoResenha-a-casa-do-lago-kate-morton
  • Autora: Kate Morton
  • Ano de lançamento:2017
  • Número de Páginas: 464
  • Editora: Arqueiro
  • Onde Comprar:
  • Classificação: Modelo3-4
  • Livro cedido pela editora*

Sinopse:A casa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre.
Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros.A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir.
Em A Casa do Lago, Kate Morton guia o leitor pelos meandros da memória e da dissimulação, não o deixando entrever nem por um momento o desenlace desta história encantadora e melancólica.

.

O livro se inicia com um suspense: de noite, na chuva, uma jovem cava secretamente um buraco na floresta, talvez ela esteja enterrando a evidência de algo que fez...

 

Em 2003, Sadie, jovem detetive, está passando pelo momento mais difícil em sua profissão. No seu último caso, ela cometeu um grande erro movida pelo instinto. Para evitar ser suspensa no trabalho, foi convidada a sair de Londres por um tempo até as coisas esfriarem.

 

Por conta disso, ela decide passar um tempo em uma cidade remota, chamada Cornualha, onde seu avô mora.

 

Em uma bela tarde, enquanto faz a sua caminhada diária, ela se depara com uma velha casa abandonada. Curiosa, ela recebe ajuda de um bibliotecário local e logo descobre que há décadas, algo terrível aconteceu naquela casa durante uma grande festa, Theo, o bebê da família Edevane desapareceu e nunca foi encontrado.

 

Sadie se vê envolvida nesse mistério e começa a buscar pistas que possam ter sido deixadas para trás, a sua investigação faz com que ela conheça uma famosa escritora policial, antes uma menina, agora uma Senhora, Alice Edevane. Que segredos do passado ela esconde?

 

resenha-a-casa-do-algo-katemorton-arqueiro-pintandoasletras

 

Uma vez que você acha que já sabe o que aconteceu, outra pista é lançada para desvendar o que você acha que sabe. O mistério é lentamente revelado e foi empolgante acompanhar os desfechos.

 

Eu adorei a história! O começo foi um pouco lento pois a autora descreve tudo nos mínimos detalhes, fiquei com receio de não gostar da leitura no final, porém me surpreendi completamente! A narração foi uma grata surpresa, ela mistura várias gerações, presente e passado, através de vários pontos de vista. O final infelizmente foi conveniente, quase um conto de fadas, mas todas as reviravoltas até chegar nele, valeram a pena.

 

Para aqueles que assim como eu, não conheciam o trabalho de Kate Morton e adoram uma ficção histórica (o livro traz vários relatos sobre a guerra) e um bom suspense, ativem seu modo detetive e mergulhem nos mistérios dessa história, você não vai se arrepender!